Tipos de ansiedade

17 de novembro de 2015 at 1:29

A OMS (Organização Mundial da Saúde) publicou um relatório sobre anos perdidos por produtividade por causa de doenças a ansiedade figura no topo da lista, a doença sozinha responde por 27 milhões de anos perdidos pelas pessoas que sofrem da doença, esse tempo é estimado de acordo com o período que as pessoas deixaram de produzir por causa da doença.

ansiedade social

Nas capitais brasileiras cerca de 20% da população sofre de ansiedade e muitas não se tratam por não entenderem a doença, alguns acham que é normal e convivem com o mal estar constantemente. Infelizmente por falta de informação a qualidade e expectativa de vida dessas pessoas é significativamente reduzida.

A ansiedade é responsável por milhares de doenças, como problemas do coração, AVC e outras patologias, o seu tratamento melhora a qualidade de vida e ajuda o individuo a levar uma vida normal.

viva sem ansiedade

Listamos abaixo os tipos de ansiedade

Conheça os vários tipos de ansiedade

Ansiedade patológica: sem nenhum tipo de estímulo, o indivíduo sente uma preocupação excessiva.Assim acontece um desequilíbrio das substâncias químicas do cérebro desencadeando uma crise de ansiedade.

Transtorno Fóbico-Ansioso: é quando a pessoa manifesta uma sensação de medo intenso por um acontecimento que não apresenta nenhum tipo de perigo.

Fobias sociais: trata-se do medo de se expor em público e sentir-se observado ou criticado por pessoas sem nenhuma justificativa aparente.

Fobias específicas: são os medos em excesso que causam uma reação maior do que o normal para aquela situação.

Transtorno Obsessivo Compulsivo:conhecido como TOC, é quando o indivíduo tem ideias, imagens e pensamentos que invadem a consciência, como dúvidas que sempre voltam na mente sobre algo já feito, como apagar a luz, chavear a porta, dentre outros.

ansiedade no trabalho

Transtorno de Estresse Pós-Traumático: ele surge após um acontecimento muito grave, fazendo o indivíduo ter medo de situações parecidas com o ocorrido, mesmo que elas sejam comuns do dia a dia.

Transtorno de Pânico: nele está envolvido a ansiedade e o medo, mas pode ser gerado por sintomas físicos, em crises que chegam a durar 10 minutos.

Transtorno de Ansiedade Generalizada: é quando o indivíduo está em situação de preocupação e ansiedade em excesso sobre muitos assuntos da vida em geral. Assim, desenvolve certa irritação, fadiga, depressão e pouca concentração.

Sintomas físicos da ansiedade:

Aceleração dos batimentos cardíacos, secura na boca, cansaço, respiração superficial, inquietação, náuseas, dificuldade de engolir, vertigem, tonturas, mãos suadas, calafrios, tensão ou dores musculares, transpiração mesmo sem sentir calor, espasmos musculares, urinar frequentemente, diarréia, entre outros.

Sintomas cognitivos:

Tensão, excitação, pensamentos contínuos de que algo terrível está para ocorrer, pensamentos constantes de perigo, falta de concentração, inaptidão para lidar com problemas, irritabilidade, dificuldades para dormir, preocupação constante, entre outros.

Causas da Ansiedade

Ela é impulsionada por conflitos internos e ocorrências externas, de natureza psicológica e biológica, porém essa doença é multifatorial, ou seja, não há um único motivo para o seu surgimento.

Tratamento

Caso você tenha se identificado com os sintomas da ansiedade procure um médico psiquiatra para avaliar sua situação. Geralmente o tratamento se baseia em psicoterapia e medicamentos. Tratando a causa da ansiedade é possívelresolver os conflitos psicológicos causadores da doença.