Síndrome de abstinência: o que devemos saber sobre ela?

28 de agosto de 2016 at 7:00

O que é a síndrome de abstinência?

Chama-se síndrome de abstinência ao conjunto de reações orgânicas, físicas e psíquicas que acontecem em razão da suspensão brusca do consumo de drogas, lícitas ou ilícitas, geradoras de dependência.

Quais são as causas da síndrome de abstinência?

As síndromes de abstinência mais comuns entre nós são devidas à interrupção brusca do álcool, heroína, ópio, morfina, cigarrocrack, maconha, cocaína, etc. Mesmo drogas lícitas e de uso terapêutico podem gerar dependência e crises de abstinência, como os benzodiazepínicos, os vasoconstritores nasais, os corticoides, etc.

Quais são os principais sinais e sintomas da síndrome de abstinência?

A abstinência cria um desconforto insuportável para a maioria das pessoas, que cessa com o retorno à droga. Esse é um dos motivos da recaída, em pessoas dependentes. Em geral, a síndrome de abstinência ocasiona disforia(mudança repentina e transitória do estado de ânimo), insôniaansiedade, irritabilidade, náuseas, agitação,taquicardia, sensação de tremor interno, hipertensão arterial, etc. Casos mais graves podem levar a alucinações ecrises convulsivas.

Exemplos de sinais e sintomas mais específicos em cada caso:

  • Abstinência do álcool pode causar delirium tremensconvulsões, distúrbios táteis e visuais.
  • Abstinência de opioides apresenta-se de forma semelhante a uma gripe severa, com dilatação das pupilas, lacrimejamento, corrimentos nasais, bocejos, espirros, anorexianáuseasvômitos e diarreia.
  • Abstinência de estimulantes, como a cocaína e as anfetaminas, por exemplo, apresentam alterações do sono, aumento do apetite, distúrbios motores, depressões, delírios, pensamentos paranoides, comportamentos compulsivos, etc.

Os sintomas da abstinência podem não obedecer a um padrão fixo porque geralmente estão associados a dependências concomitantes a mais de uma droga. Algumas substâncias, como os psicotrópicos, por exemplo, causam abstinências igualmente incômodas, mas em que os sintomas são mais leves. Os sintomas causados por danos cerebrais podem ser descritos como mente confusa, problema de memória, reação emocional exagerada ouapatia, distúrbios emocionais, alterações do sono, incoordenação motora e hipersensibilidade ao estresse.

Como o médico diagnostica a síndrome de abstinência?

O diagnóstico da síndrome de abstinência é feito pela história clínica e pelos sintomas, além de alguns sinais físicos.

Como o médico trata a síndrome de abstinência?

Um dos primeiros passos necessários no tratamento das dependências é afastar a pessoa da droga que ela consome. Alguns médicos preferem fazer um afastamento abrupto, tratando sintomaticamente as consequências da abstinência, enquanto outros procuram fazer uma interrupção programada, diminuindo gradativamente as doses, na esperança de minimizar os sintomas da abstinência.

É importante para o tratamento correto a identificação do tipo de droga usada porque as complicações diferem de acordo com a substância. Alguns médicos costumam usar drogas substitutas que supõem ser mais fáceis de serem interrompidas.

Como evolui a síndrome de abstinência?

Algumas drogas causam dependência muito rapidamente e independente das doses, como o crack; outras causam dependência depois de certo tempo de uso, como o álcool.

A dificuldade que têm algumas pessoas de suportar a síndrome de abstinência pode ocasionar recaída na dependência, porém os sintomas dela são reversíveis se houver tratamento adequado.